O Hotel Oitis tem localização estratégica em Goiânia, próximo ao Flamboyant Shopping Center e a 7km do centro da cidade

Aeroporto de Goiânia
12 km de distância

Centro de Cultura e Convenções Goiânia
7 km de distância 

Possui 51.086m2 de área construída, distribuídos em 2 pavilhões para feiras um com 3.820m2 e outro com 5.013m2 no pavimento térreo, mais 1.861,60 m2 de área para exposição no 1º andar, sendo que este engloba um auditório de 600 lugares e 12 salas confortáveis, que se dividem da seguinte forma: 2 salas de 65 lugares, 5 salas de 105 lugares, 2 salas de 165 lugares, 2 salas de 200 lugares moduladas e 1 sala de 400 lugares.

Shopping Flamboyant

Em frente o Hotel

Com mais de 137.000 m² em área construída está entre os maiores shoppings do Brasil. É líder absoluto no segmento de shopping centers no mercado goiano e considerado um marco no comércio varejista do Estado. Também constitui um ponto de referência em lazer para a população goiana.


Centro Cultural Oscar Niemeyer
2 km de distância

O complexo é composto pela Esplanada da Cultura, praça de 26 mil metros quadrados destinada a exposições, apresentações artísticas, eventos e shows.

Autódromo de Goiânia
6 km de distância

Pista com extensão de 3.820 metros possui um traçado elogiado por vários pilotos de diversas categorias, em razão dos vários pontos de ultrapassagens, curvas de alta e baixa, o tradicional “esse”, além de possuir a maior reta dentre os autódromos do país com extensão de 1.000 metros.

Parque Flamboyant
7 km de distância

Situado no Jardim Goiás, na região sudeste de Goiânia, o Parque Flamboyant possui dois lagos com fonte luminosa, ponte de madeira, mirante, parque infantil, ciclovia, pista de cooper, estação de ginástica, caminhos internos e em breve contará com um jardim japonês. É um espaço convidativo para os adeptos do piquenique. Vale lembrar que em uma das áreas do parque são permitidos animais de estimação.

Feira do Cerrado
1,4 km de distância 

Se você está procurando um artesanato goiano para levar de lembrança para sua terra natal, esse é o lugar certo. A Feira do Cerrado, criada em 2004, reúne artesão que têm em comum não só a criatividade, mas a preocupação ambiental. Muitos utilizam de maneira consciente matéria-prima extraída do nosso Cerrado.

Quando: todas as quintas-feiras das 17h às 22h e aos domingos das 9h às 13h Onde: no Parque da Criança, atrás do Estádio Serra Dourada

Monumento às três raças
6 km de distânica 

Localizado no centro da Praça Cívica, o Monumento às Três Raças é uma obra da artista Neusa Morais, inaugurada em 1967, feita em bronze e granitina. Três figuras humanas levantando um marco simbolizam os pioneiros que ajudaram a construir Goiânia, bem como os formadores do povo goiano: o índio, o negro e o branco.

Coreto
5 km de distânica 

Projetado por Jorge Félix de Souza e inaugurado em 1942, o Coreto é umas das obras no estilo Art Déco tombadas como patrimônio histórico pelo Iphan. Construído em alvenaria, possui 520 x 1230 x 720 cm e está localizado na Praça Cívica, bem no início da Avenida Goiás.

Monumento ao Bandeirante
6 km de distância 

O Monumento ao Bandeirante se encontra hoje no cruzamento das Avenidas Anhanguera e Goiás. A obra foi um presente do Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito de São Paulo, dedicado ao povo goiano em 1942. A estátua é uma obra de Armando Zago, em bronze, possui 210 x 90 x 70 cm e está posicionada virada para o lado Oeste da cidade, em referência à Marcha para o Oeste. O bandeirante representado é o icônico Anhanguera, responsável por descobrir ouro e pela formação do vilarejo que viria a ser a futura Cidade de Goiás.

Estação ferroviária de Goiânia
7,5 km de distância 

No estilo art-déco, o edifício possui na área interna principal murais de frei Nazareno Confaloni, introdutor do modernismo em Goiás, pintados em 1953. Durante mais de vinte anos serviu como estação ferroviária de Goiânia sendo desativada na década de 1970. Com a extinção da Estrada de Ferro de Goiás, a locomotiva n.º 11, símbolo da estação, mais conhecida como Maria Fumaça, foi colocada como exposição na parte externa da antiga Estação.O prédio passou por várias reformas; em 1985, por exemplo, foi adaptado para atender as necessidades do Restaurante do Centro de Cultura e Tradições Goianas, hoje extinto. Em 1987, foi criado o Centro Estadual de Artesanato de Goiás, que passou a funcionar desde então, no prédio da estação. O edifício abriga hoje a cooperativa dos artesãos de Goiás e a Banda Marcial da Prefeitura de Goiânia - Projeto Musicalidade. A última reforma aconteceu em 1999" (Flavio Cavalcânti, 14/02/2005).